Saúde

Dengue em queda

Casos confirmados no 1º semestre deste ano correspondem a 30% dos casos de 2021

Romualdo Cruz Filho
04/08/2022 às 07:31.
Atualizado em 04/08/2022 às 07:33

Arrastão da Dengue vai passar pela região da Paulista no próximo sabado (Divulgação)

Casos de dengue confirmados no município, até o momento, correspondem a apenas 27,2% do número de casos em 2021. Diferença que deve se manter pelo fato de ter praticamente encerrado o período crítico de transmissão do mosquito Aedes aegypti, que costuma ser entre abril e maio de cada ano, e está muito relacionado ao ciclo das águas de verão.

Com pouca chuva e clima seco, o número de criadouros reduz. Consequentemente, a proliferação do vetor também desacelera. O resultado costuma ser a menor incidência da doença e dos casos confirmados.

De acordo com o banco de dados da Vigilância Epidemiológica (VE), de 1/1 a 2/8 de 2022, foram 6.101 notificações de dengue, com 1.444 casos positivos confirmados, sendo um óbito pela doença. No mesmo período de 2021, foram 13.321 notificações, com 5.301 confirmações, com também um óbito.

Mesmo assim, o trabalho do Plano Municipal de Combate ao Aedes (PMCA), ligado ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), continua. e o objetivo é sempre combater o mosquito Aedes aegypti, um vetor polivalente, capaz de transmitir dengue, Zika e chikungunya e febre amarela urbana.
Arrastões

No último sábado (30/7), as equipes do Arrastão da Dengue recolheram 4,11 toneladas de material descartável na região do Piracicamirim, percorrendo os bairros Maracanã, Vila Prudente, Jardim Bandeirantes, Parque Prezotto, Jardim Pombeva e Jardim São Simão.

No próximo sábado (6), o arrastão será na região da Paulista, tendo como concentração a Estação da Paulista, das 8h às 14h. 

A orientação da Secretaria de Saúde é para que os moradores deixem nas calçadas qualquer material que possa acumular água. Mas não serão recolhidos entulho, lixo doméstico e galhos de árvores.

Prevenção 

Alguns dos cuidados mais importantes para a prevenção da dengue são:
- Eliminar os focos de água parada;
- Manter os pratos de vasos de flores e plantas com areia até a borda do vaso;
- Guardar garrafas com a boca virada para baixo;
- Limpar sempre as calhas dos canos;
- Não jogar lixo em terrenos baldios;
- Colocar o lixo sempre em sacos fechados;
- Manter baldes e caixa d'água devidamente tampados e piscinas com colocação de cloro;
- Deixar pneus ao abrigo da chuva e da água;
- Furar latas de alumínio antes de ser descartadas para não acumular água;
- Lavar bebedouros de aves e animais pelo menos uma vez por semana;
- Em caso de suspeita da doença, entrar em contato imediatamente com uma unidade de saúde mais próxima de sua residência e jamais utilizar medicação por conta própria.

Assuntos Relacionados
Compartilhar
Gazeta de Piracicaba© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por